Luciano Huck corta assunto sobre Ditadura Militar com Gilberto Gil, e web reage

Luciano Huck prestava uma homenagem a Gilberto Gil durante o Domingão com Huck quando o assunto Ditadura Militar (1964-1985) chegou à conversa. O apresentador cortou o papo, e a web reagiu imediatamente, afirmando que a interrupção se devia às preferências políticas do marido de Angélica. “A cara nem treme”, afirmou um internauta que assistia ao programa.

“Nós [Gilberto e Caetano Veloso] fomos presos no dia 27 [de dezembro, de 1968], quinze dias depois do AI-5. E, aí, passamos janeiro, fevereiro, saímos na quarta-feira de cinzas da prisão. Aí, ficamos em prisão domiciliar em Salvador mais seis meses e saímos para o exílio em julho de 1969”, lembrou Gil, sentado na cópia da sala de estar de sua antiga casa. 

“Só para a juventude que nos assiste, eu acho importante”, afirmou Huck em resposta, chamando atenção do cantor. “Você imaginar que por você ter divergências políticas ou por você ter opiniões diversas você passa quatro meses na cadeia e seis meses em prisão domiciliar por pensar diferente do outro, você vê a insanidade que é hoje em dia as pessoas tentarem discutir que você não pode pensar diferente do outro”, disse o apresentador. 

“E muitos até querendo que aquele modelo de governança, aquele modelo de hegemonia do Estado volte, querendo… Tanta gente querendo a ditadura de novo”, lamentou Gil. Foi nesse ponto que Huck decidiu mudar de assunto: “Agora é o seguinte, vamos voltar à vida de Gilberto Gil. Vocês não querem ver a cozinha como ficou?”, questionou, falando com o cantor e com a família do artista. 

Na internet, o público não perdoou o corte do apresentador, acusando Huck de ter interrompido a conversa porque teria votado em Jair Bolsonaro nas últimas eleições. “Huck votou no inominável e agora fica lamentando a prisão política de Gil. Que coisa…”, avaliou um internauta no Twitter, identificado apenas como Pensei.

“Gil tocou no assunto da Ditadura, Luciano Huck mudou logo de assunto”, lamentou Eduardo. “A cara do Huck nem treme discutindo política com o Gil depois de ter votado no genocida”, disse Heitor. “Gilberto Gil: E hoje em dia tem tanta gente querendo o retorno da Ditadura”, lamentou outro.

Não se esqueça de curtir nossa página no Facebook para mais notícias do BAC NEWS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s