Monark diz se arrepender de pedido de desculpas após fala nazista

Bruno Aiub, conhecido como Monark, admitiu se arrepender por ter pedido desculpas após a polêmica que envolveu o Flow Podcast. Em fevereiro deste ano, o youtuber foi demitido do programa por defender a criação de partidos nazistas no Brasil. Segundo o apresentador, sua estratégia para contornar o cancelamento poderia ter sido melhor: “Não foi inteligente”.

“Não foi inteligente da minha parte pedir desculpas. Acho que eu devia ter ficado quieto. O problema de quando você pede desculpas é que você valida a narrativa de que você fez o que estavam te imputando, mesmo que não fosse verdade”, revelou em entrevista para o canal Cara a Tapa neste sábado (4).

Monark disse que se sente mais leve para se expressar e responder por suas próprias ações após ter sido demitido. O youtuber assumiu que precisou se posicionar para o público após sua declaração por causa da proporção que o assunto tomou. “Passou no Jornal Nacional do Brasil e de Israel. Passou na Espanha, saiu no The New York Times. Foi um cancelamento mundial”.

“Eu quis e precisei [pedir desculpas], porque eu entendo que vacilei na forma em que eu me expressei. Eu estava bêbado e, do jeito que falei, era muito fácil de ser interpretado de outra forma, ainda mais se você pega um corte filho da puta, que tira a parte em que eu falo que nazismo é do demônio e é errado”, continuou.

“Eu não pedi desculpas pela minha ideia, pelo o que eu penso, ainda acredito nisso”, continuou. “Pedi desculpas pela forma como entreguei essa ideia para o público, eu poderia ter feito um trabalho melhor. Eu senti que eu tinha que pedir desculpas por causa da pressão e também porque eu vacilei no jeito como me expressei”, desabafou.

Em fevereiro deste ano, enquanto entrevistava os deputados federais Tabata Amaral (PSB-SP) e Kim Kataguiri (DEM-SP), Monark revelou ser a favor da fundação de um partido nazista no Brasil. “Se um cara quisesse ser antijudeu, eu acho que ele tinha o direito de ser. Você vai matar quem é antijudeu? Ele não está sendo antivida, ele não gosta dos ideais [dos judeus]”, justificou.

Após sua fala viralizar na internet, o youtuber perdeu diversos contratos e foi demitido do time de apresentadores do Flow Podcast. Sobre a decisão, Monark afirmou que a equipe poderia ter comprado sua briga: “Poderíamos ter lutado de frente contra essa onda [de ataques]”.

Não se esqueça de curtir nossa página no Facebook para mais notícias do BAC NEWS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s