Anitta sobre questão com sertanejos: “Não quero criar polêmica”

Anitta apareceu em suas redes sociais na noite deste domingo (5) para falar brevemente sobre ter seu nome envolvido em uma série de discussões sobre shows de cantores sertanejos pagos com dinheiro público em todo o Brasil depois de ter criado polêmica ao falar sobre o assunto em uma entrevista para o Fantástico. 

A cantora deu uma recente entrevista ao Fantástico e acabou falando sobre o assunto, mas garantiu não querer se estender e não ter “nada contra” cantores sertanejos. “Não falei na demais, a entrevista foi sobre o lançamento da minha estátua no museu de cera, esse é o assunto principal. Em um momento foi perguntando sobre isso e eu respondi com sinceridade. Não me lembro exatamente o que falei”, disse.  

“Cinco minutos antes de começar essa entrevista, quando estava fazendo uma brincadeira com meus amigos, acabei recebendo e olhando uma mensagem de uma notícia ruim, não esperada, então não estava nem naquela órbita naquele momento. Mas o que quero falar é que não quero criar polêmica com esse assunto, não tenho nada contra sertanejos, não acho que tenha que ser criada CPI contra sertanejos, acho que tem que ser criada mais investigações contra corrupção num geral no nosso país”, afirmou. 

A questão toda começou após o sertanejo Zé Neto dizer durante um show que ele e parceiro musical, Cristiano, não eram artistas que “dependiam de Lei Rouanet”, e que seus ganhos eram realizados por meio dos ingressos em shows lotados.  Os comentários do cantor deram a entender que ele estaria falando de Anitta, que já mostrou publicamente que fez uma tatuagem íntima. Famosos e fãs da cantora rebateram o sertanejo e passaram a publicar nas redes sociais supostos contratos de shows de duplas pagos com dinheiro público. 

Durante a entrevista com o Fantástico, Anitta chegou a mencionar que já teria recebido ofertas para fazer shows no mesmo esquema. “Vi que estão falando muito sobre o trecho em que digo que já foi oferecido… Claro que já, eu, você, todos nós já tivemos pessoas oferecendo propostas que não são éticas e vai de cada pessoa concordar ou não com cada proposta que é feita. ‘Por que você não denunciou?’ Porque as coisas não funcionam assim, precisa ter prova, precisa ter culhão”, continuou nos Stories. 

“Não acho que tem que generalizar porque acho que existem pessoas de bem e de mal em todas as profissões, os ritmos. Tenho amigos do sertanejo, já cantei sertanejo, respeito o rimo e sua história. Não estou nesse momento com cabeça para jogar merda no ventilador, naquele momento não estava nem pensando em nada. De verdade, não tem nada demais. Eu vou desligar meu telefone, pretendo estar fora das redes sociais por um tempo a não ser que um milagre aconteça, caso contrário não me peçam para entrar, para falar, debater”, completou.  

“Não desejo mal de ninguém, desejo fim da corrupção. Verba de entretenimento é importante sim, eu já fiz show de prefeitura – claro, em valores justificáveis – e existem cidades que nunca tiveram oportunidade de ter acesso a muitas coisas, então não vamos generalizar. Cada caso é um caso que deve ser estudado da maneira que for. Acho sim que toda cidade deve ter sua verba de entretenimento usado de maneira justa. Não tem polêmica, não falei mal de ninguém, não é isso que quero. Não ataquei e não vou atacar. Achei engraçado que a pessoa foi fazer graça comigo e depois a vida virou um tormento? Achei e continuo achando, mas enfim, não falei nada demais. Agora só quero paz”.

Não se esqueça de curtir nossa página no Facebook para mais notícias do BAC NEWS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s