Will Smith e Jada: conheça polêmicas do casal que vive relação aberta

Faz quase um mês que Will Smith defendeu a mulher Jada e deu um tapa no rosto de Chris Rock durante a cerimônia do Oscar. Desde então, seu casamento está com problemas e o casal vive um momento de tensão desde o escândalo, conforme publicou o jornal britânico “Mirror”, citando a “Heat Magazine”.

O ator estaria com a possibilidade de enfrentar “um dos divórcios mais feios da história do showbiz”, classificou o “Mirror”. Isso devido ao acompanhamento midiático que a separação traria, somando-se às polêmicas que o casal, que vive relacionamento aberto, já acumula.

Consequência de um divórcio: divisão de bens

Um dos pontos que levaria um possível divórcio do casal a ganhar tanto destaque na mídia de acordo com o “Mirror” seria a divisão financeira. Isso devido ao fato de que Will tem uma fortuna estimada em US$ 350 milhões (cerca de R$ 1,6 bilhão na conversão para o real).

Pela lei do estado da Califórnia, Jada teria direito a metade desse valor, o que transformaria o divórcio em algo extremamente coberto por sites e jornais.

“Você pode fazer o que quiser”

Anos antes de falarem publicamente sobre relacionamento aberto, Jada Smith já tinha sugerido que relação com Will era aberta. Em 2013, Will passou o Carnaval no Rio de Janeiro e a imprensa brasileira chegou a divulgar que ele teria viajado para a capital carioca para encontrar a musa da Imperatriz na época, Gleicy Santos, com quem teria um caso.

Jada falou sobre os rumores de relacionamento aberto para o HuffPost ao vivo dois meses após o carnaval. Ela admitiu que permite que o marido faça o que ele quer, porque ele “é dono de si”.

“Eu sempre disse para Will: ‘você pode fazer o que quiser, desde que você possa se olhar no espelho e ficar bem’. Porque no final do dia, Will é dono de si. Estou aqui como sua parceira, mas ele é dono de si. Ele tem que decidir quem ele quer ser e não sou eu que posso fazer isso por ele. Ou vice-versa”, afirmou.

História de affair e suposta traição

O cantor August Alsina revelou em julho de 2020 em uma entrevista que teve um caso com Jada Smith e que a conheceu por meio do filho dela, Jaden, em 2015. Alsina disse que passou férias com toda a família Smith no Havaí (EUA), em 2016, e foi aí que se apaixonou pela atriz.

“Eu me doei totalmente para este relacionamento. Eu realmente a amava, e ainda a amo, profundamente”, afirmou na ocasião. “Eu posso morrer neste momento e saber que pelo menos sei como é amar alguém”.

“Muita gente passa a vida inteira sem saber o que é um relacionamento profundo como o que eu tive. Eu sei que sou abençoado, mesmo que essa seja uma história difícil de contar. Isso pode afetar minha carreira, mas precisei contar a verdade”, comentou ainda.

“Bênção de Will Smith”

Ainda na entrevista publicada no próprio canal do YouTube do cantor, Alsina disse que o affair durou anos e que ele havia recebido uma bênção de Will Smith.

Ele contou como foi a suposta conversa com Will Smith: “Eu me sentei com ele e conversamos, porque o casamento deles havia se transformado em uma ‘parceria de vida’, como eles chamavam… Ele me deu a bênção dele”.

Porém, comentando o caso ao “Page Six”, os representantes de Jada negaram a história na ocasião e alegaram que as alegações são “absolutamente falsas”.

Esclarecimentos no Facebook

Dias após as declarações de Alsino, Will e Jada Smith falaram publicamente sobre os rumores de que ela teria tido um caso com o cantor com a benção do ator. Os esclarecimentos vieram em uma conversa no programa “Red Table Talk”, apresentado por Jada no Facebook Watch.

“Nós ficamos em silêncio de propósito. Qualquer manchete que dizia ‘Jada falou’ ou ‘Will falou’ ou ‘os Smith falaram’ não é verdadeira, nós especificamente nunca dissemos nada. Então viemos à mesa porque sentimos que chegou num ponto em que precisávamos falar alguma coisa”, declararam.

O casal falou sobre o período em que deram um tempo na relação, há quatro anos e meio. “Eu cansei de você… Cansei mesmo. Mas isso faz parte do casamento”, disse Will para Jada. Jada falou que foi nesse período que ela se relacionou com Alsina. E ressaltou: “Uma coisa que eu quero explicar, que estava meio que rodando a imprensa, sobre você dar permissão. Isso é… Sabe, a única pessoa que poderia dar permissão nessa circunstância sou eu”.

Ela afirmou que também entende o lado do cantor, que foi quem falou sobre permissão: “O que o August provavelmente estava tentando falar… Eu consigo ver como ele enxergaria como permissão, porque nós estávamos separados amigavelmente, e acho que ele também queria explicitar que ele não é um destruidor de lares”.

Ainda na conversa, Will Smith explicou, então, que o que Jada e Alsina tiveram não foi um caso, mas sim um relacionamento. Ela concordou e complementou que a experiência a ensinou a buscar a felicidade em si mesma, e não em outras pessoas.

Casar nunca foi uma vontade

Em 2018, Jada afirmou no programa “Red Table Talk” que nunca quis se casar e que subiu até o altar em 1997 porque foi “obrigada” pela mãe após anunciar que estava grávida. “Chorei durante todo o caminho até o altar. Estava tão chateada por ter tido que casar”, afirmou.

“Eu nunca concordei realmente com a concepção do casamento. Até que a morte nos separe é real para mim, mas todas as regras… Este título ‘esposa’, eu não sou isso”, completou ela.

A mãe dela, Adrienne Banfield-Norris, que estava na mesa de discussões, se desculpou pelo ocorrido por não ter respeitado o desejo da filha e declarou ter sido egoísta. “O casamento foi horrível. Jada estava doente e não cooperou com nada”.

Relação aberta veio à tona em 2021

Juntos há quase 25 anos, Will Smith revelou em entrevista à revista GQ dos Estados Unidos em setembro de 2021 que a relação com Jada, com quem é casado e possui dois filhos, deixou de ser monogâmica e que hoje é aberta.

“Jada nunca acreditou em casamento convencional”, explicou Will Smith. “Na maior parte do relacionamento, a monogamia foi o que escolhemos, mesmo não pensando na monogamia como a forma de relacionamento mais perfeita. Acreditamos que casamento não pode ser uma prisão”.

Desmentindo vida sexual com Will

Em novembro do ano passado, Jada convidou a atriz Gwyneth Paltrow para o programa no Facebook Watch, e as duas falaram sobre como é importante comunicar ao parceiro o que você está procurando sexualmente.

“É difícil”, disse Jada à Paltrow ao falar sobre seu casamento de mais de duas décadas. “O que Will e eu conversamos muito é sobre a jornada. Começamos nisso muito jovens, sabe, 22 anos. É por isso que a parte da responsabilidade realmente me afetou, porque acho que você espera que seu parceiro saiba [o que você precisa], especialmente quando se trata de sexo. É como: ‘Bem, se você me ama, você deveria saber. Se você me ama, você deveria ler minha mente.’ Essa é uma grande armadilha”, ela falou.

Quando esses comentários viraram manchetes, Jada escreveu um post no Twitter esclarecendo: “Só porque eu tenho tempo hoje. Pare de inventar manchetes. Assistam o Red Table Talk que fiz com a Gwyneth Paltrow para vocês. Will e eu nunca tivemos um problema no quarto. Obrigada!”.

Petição para parar entrevistas e fidelidade

Devido ao teor das declarações que o casal deu durante diversas entrevistas ou conversas públicas, alguns fãs do astro de Hollywood assinaram uma petição chamada “Parem de entrevistar Will e Jada Smith”. Alguns comentários chamaram atenção, indicando que os assinantes da campanha estariam incomodados com “excessos de detalhes” da relação do casal.

“Nem tudo precisa ser de conhecimento público. Nos libertem”, comentou um dos aderentes, a respeito dos motivos que o levaram a assinar o “documento”. “Tudo o que soube sobre esse casal foi contra minha vontade”, protestou outro.

Obviamente os fãs não tiveram controle sobre os ídolos. Duas semanas antes do Oscar no mês passado, Will Smith deu uma entrevista ao programa “Sunday Morning”, da rede de televisão norte-americana CBS, e negou que tenha existido infidelidade em seu casamento em algum momento: “Nunca houve infidelidade em nosso casamento. Nunca. […] Jada e eu conversamos sobre tudo, e nunca nos surpreendemos com nada”.

“Decidi que conversar sobre minha vida pode ser benéfico para as pessoas. Acho que falar é o primeiro estágio para ter uma conversa real e ser capaz de explorar verdadeiramente se algumas das coisas em seu coração são amorosas ou venenosas”, afirmou.

Não se esqueça de curtir nossa página no Facebook para mais notícias do BAC NEWS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s