Soldado russo é preso após se filmar estuprando bebê na Ucrânia

O soldado russo, Alexei Bychkov foi detido na Rússia no sábado (09) depois que um vídeo em que ele aparece abusando sexualmente de um bebê surgiu nas redes sociais no final de semana.

Na filmagem, ele diz que está gravando um “vídeo feroz” antes de estuprar o bebê e compartilhar com um amigo. Ainda não se sabe exatamente quando e onde a filmagem foi feita. 

No entanto, o jovem de 24 anos também é acusado de ter compartilhado outros vídeos de abuso infantil com amigos e colegas.

Logo após o caso aparecer nas redes, informações sobre Bychkov foram vazadas e publicadas no aplicativo de mídia social em russo VKontakte. Nessas informações usuários dizem que ele nasceu em 1997 perto de Stavropol, no sudoeste da Rússia, e vive nas proximidades de Krasnodar, local próximo a Crimeia, cidade ocupada pelos russos.

De acordo com fontes russas, ele serve em uma unidade militar que fica nos subúrbios de Pskov, no oeste da Rússia, perto da fronteira com a Estônia.

O vídeo ainda deve ser analisado pelas autoridades, no entanto, se comprovado o estupro, será o mais recente crime de guerra realizado por soldados russos na Ucrânia.

Abusos contra menores na guerra

Em 8 de abril, a Comissária Parlamentar de Direitos Humanos da Ucrânia , Lyudmila Denisova, disse que soldados russos sequestraram mais de 120.000 crianças ucranianas.

Algumas delas teriam sido estupradas e milhares teriam sido contrabandeadas pela fronteira russa.

Denisova disse que as tropas russas estupraram um menino de 11 anos na cidade de Bucha, enquanto cinco soldados também agrediram sexualmente uma menina de 14 anos, que ficou grávida.

No mesmo dia, o oficial ucraniano Oleksandr Vilkul afirmou  que as forças de Putin estupraram uma menina de 16 anos  e uma idosa de 78 anos, em seus últimos atos de barbárie.

“Há notícias que fazem meu sangue gelar nas veias”, disse Vilkul, chefe da administração militar de Kryvyi Rih, em um vídeo postado no Facebook.

“Ao reconstruir uma vida pacífica nas aldeias libertadas na região de Kherson, uma tarefa em que estamos trabalhando atualmente, somos confrontados com mais e mais histórias de horror.

“Por exemplo, o estupro de uma menina grávida de 16 anos e uma avó de 78 anos em uma das aldeias em direção a Ingulets.”

A Rússia também foi responsabilizada por um ataque de mísseis devastador contra uma estação de trem em Kramatorsk , na região de Donetsk, leste da Ucrânia, na sexta-feira.

Não se esqueça de curtir nossa página no Facebook para mais notícias do BAC NEW

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s