Após abrir mão de herança, ex de Marília Mendonça poderá excluir avó de tutela

Murilo Huff, ex-namorado de Marília Mendonça (1995-2021), passou a tutela de bens da cantora para Ruth Moreira, mãe dela. Quem passará a cuidar da herança até que o filho Léo, de dois anos, alcance a maioridade, será a avó. Porém, caso o cantor se arrependa de ter passado o posto à ex-sogra, ainda poderá voltar atrás?

A advogada Claudia Stein, especialista em direito de família, explica que Huff poderá tirar Ruth da tutela caso ache necessário. Para isso, ele precisaria entrar com uma justificativa na Justiça, que posteriormente passará por uma análise rígida. Se houver provas de que a avó não está fazendo uma boa gestão, a tutela é devolvida ao pai.

“O arrependimento dele pode ser justificado. Tudo indica que eles já organizaram o inventário, e foi muito rápido. Se depois ele perceber que essa avó não está gerindo corretamente o patrimônio do filho, ele poderá a qualquer momento pleitear ao juizado que destitua a avó do cargo de administradora e que ele seja nomeado”, assegura ela em entrevista ao Notícias da TV.

Como funciona a partilha de bens?

O Direito Brasileiro alega que todo menor herdeiro deve ter os pais como administradores do patrimônio. Caso um deles morra, o outro se torna automaticamente o responsável. No caso do processo de Marília, Ruth foi nomeada curadora especial, pois o pai recusou o posto de administrador na ausência da mãe.

“Claro que a mãe da Marília poderia ter uma briga com o juiz e dizer que ele não conseguiria cuidar, pois não entende os negócios, e aí é o Judiciário que vai decidir. Entretanto, os dois chegaram a um acordo e ele, como pai do menor, concordou que a avó cuidasse do patrimônio do neto”, explica Claudia.

Quando Léo terá acesso à herança?

A sertaneja não deixou testamento antes de morrer. Porém, metade de tudo o que Marília possui já seria de Léo assim que ele chegasse aos 18 anos de todo jeito.

Com um testamento, ela poderia ter feito uma divisão da outra metade para que, por exemplo, Léo recebesse a partir de tal idade ou quando se casasse. “Acesso ele tem desde já, assim que a mãe morreu. Ele pode gerir sozinho a partir dos 18 anos. Ele tem acesso a tudo”, conta a advogada.

Murilo Huff tomou a decisão certa?

O artista não estava mais em um relacionamento com Marília quando ela morreu. Desta forma, seria mais difícil assumir o controle de uma fortuna da qual ele não era nem próximo. A intérprete de Infiel deixou cerca de R$ 500 milhões em bens, além do dinheiro que continua entrando conforme suas composições são consumidas na internet e da parceria com outros cantores.

“Ele demonstrou ter muita confiança na avó. Talvez ele tenha feito isso porque ela acompanhou a gestão dos negócios, com certeza a Marília tinha alguém para cuidar do negócio. Penso que ele agiu certo, pois mostrou-se um voto de confiança na pessoa em que a Marília também confiava”, opina Claudia.

Não se esqueça de curtir nossa página no Facebook para mais notícias do BAC NEW

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s