Pedro Scooby pode perder a guarda dos filhos por causa do ‘BBB’? Entenda

O surfista Pedro Scooby foi anunciado como um dos participantes do camarote do “BBB 22” na última sexta (14). Diante da possível presença dele no reality, Luana Piovani, ex-mulher do atleta, veio a público se manifestar sobre o assunto no fim do ano passado. Segundo a atriz, o ex-marido não teria comunicado a ela sobre a possibilidade de ficar três meses longe dos filhos do casal, Dom e os gêmeos Bem e Liz.

“Oi? Eu não recebi essa notícia, não. (Se ele fosse pro reality) ele teria me dito. Será que ele vai levar as crianças para o ‘Big Brother’? Elas têm aula, não podem ir. Enfim. Um voto de confiança no pai dos meus filhos, né? Não é possível”, disse Luana em um vídeo publicado em seu perfil no Instagram.

A polêmica gerou comentários nas redes sociais e Piovani disse ter ganhado 300 mil seguidores em menos de 24 horas.

Se Luana quisesse levar o caso à justiça e provasse o que falou, a atitude de Scooby poderia, sim, prejudicar o atleta com relação aos seus filhos, pois, em casos de guarda compartilhada, é preciso comunicar ao parceiro que passará um tempo afastado das crianças.

É o que explica a advogada especialista em Direito e Gênero Mariana Nery: “Quando um dos pais desrespeita o que está estipulado no acordo de guarda compartilhada, o outro pode ajuizar uma ação de descumprimento de sentença”.

Essa ação, por consequência, pode fazer com que uma das partes perca o direito à guarda.

É preciso avisar o outro genitor

A advogada explica que não existe nenhuma ordem específica que determina como a divisão do tempo de convívio entre os pais deva acontecer; isso varia, portanto, de caso para caso.

“Os pais fazem um acordo para chegar à divisão de convívio, que inclui férias, feriados e fins de semana ou dias úteis. Quando não existe consenso entre os genitores, o juiz ou a juíza e o Ministério Público tentam ajudá-los a chegar a um período que vise o melhor interesse das crianças”, pontua Mariana.

No momento em que um genitor decide passar um tempo longe dos filhos, é preciso avisar o outro sobre o período ausente. Esse comunicado não precisa ser feito na Justiça, mas deve ter o consentimento de ambas as partes.

Mariana esclarece que as consequências do descumprimento do acordo vão desde multa, alteração no tempo de convívio ou até mesmo a mudança da guarda compartilhada para guarda unilateral.

Além disso, o genitor ausente também pode, segundo o artigo 129 do ECA (Estatuto da Criança e Adolescente), ser encaminhado a serviços comunitários, fazer sessões de terapia ou reabilitação e orientação.

O que poderia acontecer com Pedro Scooby

Caso Luana procure a justiça e prove que Scooby tem esse tipo de comportamento com regularidade, o atleta pode perder a guarda compartilhada. “Nesses casos, a decisão varia de juiz para juiz. Se o pai desaparecer por muito tempo, sem comunicar a mãe, pode perder a guarda dos filhos”, diz a advogada.

“O mais provável é que o juiz primeiro converse com Pedro e dê uma advertência ao atleta.”

Procurada, a assessoria de Scooby disse que não vai se pronunciar sobre o assunto.

Cintia Dicker diz que dividirá guarda com Piovani

Depois da publicação da reportagem, a namorada de Pedro Scooby, Cintia Dicker, anunciou que dividirá a guarda com Piovani no período em que o surfista participa do programa. “Após a confirmação dele no BBB, Luana e Pedro tiveram uma conversa e ficou tudo resolvido. Não se preocupem com as crianças, elas estão comigo agora, está tudo certo”, disse a modelo.

Não se esqueça de curtir nossa página no Facebook para mais notícias do BAC NEWS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s