Ano Novo: Como amenizar o estresse do barulho dos fogos de artifício nos animais?

Com o Ano Novo logo aí, é preciso que os donos de cães e gatos comecem a se preocupar com o ambiente em que o bichinho estará inserido na queima de fogos, para que a época de alegria e festa, não se transforme em um momento de estresse.

Os fogos de artifícios causam controvérsia quando o assunto são os pets. Algumas cidades já possuem leis proibindo o uso de fogos de artifício com barulho. Na capital paulista, uma lei chegou a ser aprovada na Câmara Municipal, em 2018, porém foi suspensa pelo Supremo Tribunal Federal, no início deste ano.

A especialista no assunto, Vininha F. Carvalho exemplifica as motivações que levam o incomodo ao ouvido do animal: “Por possuírem ouvidos sensíveis e potentes, o barulho dos fogos de artifícios deixam os animais estressados e atordoados. O ser humano ouve no intervalo entre 16 e 20.000 Hertz, já o cão, ouve de 10 a 40.000 Hertz. A capacidade auditiva de um cão é quase quatro vezes maior”.

Confira algumas dicas para amenizar o sofrimento dos animais em relação ao barulho dos fogos:

  • Não se deve deixar os cães acorrentados, pois ao ouvirem os fogos de artifícios eles entram em pânico e podem acabar se sufocando. Mantenha o local seguro, livre de objetos que possam machucá-lo.
  • Nas residências que possuem piscinas é necessário cobri-la para evitar que animais assustados caiam e se afoguem nela. Mesmo sabendo nadar, se o nível da água estiver baixo, eles não conseguirão sair sozinhos.
  • Portas e janelas precisam ficar trancadas para evitar fuga e atropelamento.
  • É importante manter os cães com comportamento mais agressivos separados, pois com o barulho ruidoso, eles podem se assustar e brigar com outros.
  • A ração deve ser oferecida num período bem distante do momento da queima dos fogos de artifícios Com muito alimento no estômago, o animal pode ter problemas de digestão e até uma torção gástrica, caso entre em pânico.
  • Se o animal é do tipo que fica muito descontrolado, até com taquicardia, deve-se pedir ao veterinário de confiança a indicação de ansiolíticos.

A especialista ainda salienta que no momento da queima de fogos, o ideal para os animais que ficam dentro de casa, é manter o local com um som alto vindo da televisão ou até uma música ambiente.

“Caso o animal queira se esconder, deve-se permitir, sem forçá-lo a ficar no colo. Colocar algodão nos ouvidos para abafar o som é uma alternativa, lembrando que é preciso retirá-los depois”, conclui Vininha F. Carvalho.

Não se esqueça de curtir nossa página no Facebook para mais notícias do BAC NEWS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s