Interesse de mulheres em vagas de TI cresce mais de 20% em 2021, revela pesquisa

Uma pesquisa do BNE (Banco Nacional de Empregos) revelou que o interesse das mulheres em ocupar vagas na área de TI (Tecnologia da Informação) cresceu 22% de janeiro a maio deste ano, o que indica que o perfil do setor – hoje ainda dominado pelo sexo oposto – deve mudar dentro de alguns anos.

De acordo com o levantamento, nos primeiros cinco meses de 2021, 12.716 mulheres se candidataram para oportunidades na área contra 10.375 no mesmo período do ano passado. Apenas no mês de janeiro, foram 4.316 candidatas contra 1.989, o que representa um crescimento de 116%.

Leia também:

Para José Tortato, gerente de negócios do BNE, a questão cultural é o fator primordial que explica esse cenário. “As mulheres estão ingressando mais no mercado de trabalho. O foco deixou de ser o cuidado com a casa e agora está na carreira. Com essa maior participação como um todo, naturalmente o setor de TI acaba impactado junto”, afirma.

A preocupação que as companhias têm em construir times diversos também favorece a mudança. “Para empresas, quanto mais mesclada a equipe por homens e mulheres, melhor. Elas querem pessoas diferentes, com características distintas em um mesmo departamento, uma vez que isso traz grandes benefícios aos projetos.

Cargos mais cobiçados

Os cargos na área de tecnologia mais buscados pelas mulheres, ainda segundo estudo feito pelo BNE, são os seguinte:

1º – Analista de sistemas

2º – Analistas de suporte

3º – Técnico de informática

O salário estimado para uma analista de sistemas gira em torno de R$ 3.976,84. Já analistas de suporte podem receber média de R$ 2.078,24 enquanto os rendimentos de uma técnica de informática ficam em torno de R$ 1.563,17.

Futuro da área

Em números absolutos, os homens que encaram processos seletivos ainda são mais contratados para ocupar posições em tecnologia do que mulheres, mas, segundo Tortato, a tendência é que as representantes do sexo feminino comecem a ter maior visibilidade não só nas candidaturas como também nas contratações.

“A expectativa é que as mulheres venham a participar cada vez mais desse mercado. Queremos vê-las dividindo esse espaço com homens, contudo, não acredito que uma divisão metade-metade ocorra em um curto período”, avalia.

Não se esqueça de curtir nossa página no Facebook para mais notícias do BAC NEWS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s