Pocah se emociona ao relembrar infância: ‘A gente não tinha banheiro’

A cantora Pocah, ex-participante do “BBB 21”, se emocionou ao comentar sua infância durante sua participação no programa de Eliana, do SBT, neste domingo (27). A funkeira contou as dificuldades que ela e sua família enfrentavam morando em uma casa pequena com quase dez pessoas, e que ainda não conseguiu realizar os sonhos da família. 

“Era todo mundo em uma casa só, a gente não tinha banheiro, Eliana. Eu ainda não consegui realizar todos os sonhos da minha família, mas estou lutando muito. Eu comecei muito nova a minha carreira, gravei minha primeira música aos 15 anos e aos 16 anos comecei a rodar o Brasil inteiro fazendo show. Sendo sincera, não fiquei bem de vida. Sofri muita coisa, já me passaram muito a perna, já fui muito enganada. […] Tem muita coisa que eu quero proporcionar para eles. Quero dar uma casa para o meu pai”, revelou, ressaltando que ainda não realizou esse sonho. 

A ex-BBB ainda relembrou também um episódio de preconceito que sofreu em uma loja de grife no início da carreira: “Eu realmente fiquei muito triste, foi um desaforo mesmo. Eu fui mal recebida. Primeiro não me atenderam, foi bem triste. Só que, nessa época eu enxergava as coisas diferentes, eu não enxerguei que isso foi realmente um preconceito, desrespeito total comigo. Eu era novinha, tinha 18 anos e eu simplesmente paguei à vista, depois minha mãe brigou muito comigo (risos). Foi um momento delicado, me faz mal. Preconceito comigo ou com qualquer pessoa eu não tolero”, disparou a funkeira. 

A funkeira comentou ainda sua reação ao saber dos ataques racistas que sua filha Vitória, de cinco anos, sofreu enquanto estava no “BBB 21”, e agradeceu à Eliana pelo apoio da apresentadora na época. 

“Ter tido o seu apoio para mim foi muito importante, passei por um momento que eu não desejo a ninguém. Eu me preparei para muita coisa, mas nenhuma mãe se prepara alguém atacar um filho. […] Quando eu saí e tive que receber essa informação, meu mundo caiu, eu passei mal, tive um ataque de pânico terrível, fiquei descontrolada”, desabafou Pocah. 

“Estou lutando, já combatia, lutava junto, já sofri muito com isso e hoje eu tenho um motivo a mais para lutar. Quando era comigo doía muito, mas agora é meu sangue, é minha filha. Não vou me calar, nunca. A galera perde muito a noção, acha que na internet pode se esconder atrás de perfil falso, só que eu estou tomando todas as medidas cabíveis e isso não vai ficar impune. As pessoas precisam pagar por isso”, acrescentou a cantora em seguida.

Eliana, que também tem filhos, afirmou seu apoio foi de mãe para mãe: “Quero te dizer que naquele post, não era a artista, era a mãe. Eu senti na pele o que você iria sentir se soubesse o que estava acontecendo aqui. […] Eu não poderia, como mãe, passar e não dizer nada. Saiba que foi de mãe para mãe, de mulher para mulher. […] Ninguém merece passar por um ataque racista. Não quero que você me agradeça, quero que você saiba que foi de mãe para mim. Eu tenho certeza e fé que você vai conseguir cumprir o que você está dizendo. Eu concordo com você, essas pessoas não podem ficar impunes”, declarou a apresentador ao final. 

Não se esqueça de curtir nossa página no Facebook para mais notícias do BAC NEWS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s