De mãos dadas com Karol Conká, Lucas diz: ‘Ser humano também erra’

Fora do Big Brother Brasil 21, Lucas Penteado voltou a ter o seu nome comentado depois que se tornou público o fato de que ele preferiu não comparecer ao documentário ‘A Vida Depois do Tombo’ para conversar com Karol Conká, enviando apenas um vídeo.

No entanto, aparentemente as divergências entre os dois ficaram no passado. Nesta quarta-feira (5), os cantores relembraram a trajetória no programa com as mãos dadas, em clima de amizade e companheirismo. “Ser humano também erra”, disse o paulista durante o comentário. 

“Vocês já conseguiram conversar?”, questionou Vivian Amorim para Penteado durante o ‘BBB: A Eliminação – O Reencontro’, no Multishow: “É lógico, acredito que esse BBB tenha trazido um pouco para a população que o artista também tem o direito de ser ser humano, e o ser humano também erra”, respondeu o cantor. 

De mãos dadas com a cantora, Lucas prosseguiu com o discurso: “Errar faz parte desse jogo. A parte mais divertida do BBB é ver as pessoas entrando lá e sendo humanas, igual a você que está assistindo a gente”. Karol concordou com o colega de profissão e mandou um beijo para o rapaz. 

A expressão de Juliette ao momento viralizou nas redes sociais. (Foto: Globo)

Durante a conversa, Lucas também avisou que está disponível para gravar uma música com Projota. Ao relembrar a sua desistência no programa, o ex-integrante do Camarote ficou emocionado com as imagens e compartilhou a reação dos seus familiares ao acompanharem os eventos da casa. 

“Minha mãe ficou bem nervosa, preocupada, chorava bastante e muita gente ficou bem próxima dela, lá na Bela Vista [bairro de São Paulo]. Não parece, mas é muito complicado para a família de todo mundo. Não esperava que as coisas estivessem desse jeito aqui fora, pensei que teria seis seguidores, que eram a minha família. Guardo muita coisa desse BBB que mudou, literalmente, a minha vida”, pontuou ele. 

Penteado destacou que, após o programa, conversou com os participantes envolvidos no caso e que está tudo certo entre eles: “Tiveram tretas, coisas pesadas, coisas que não foram. Mas, o que aconteceu dentro da casa, foi com as pessoas jogando. Acredito firmemente que isso ensinou tanto a mim e o Brasil também. Entrei um menino, saí ainda um menino por causa da idade, mas saí muito mais consciente”. 

“Eu também não olhei o próximo, fui tentar falar de coisas muito importantes, pautas necessárias e acabei sendo agressivo em algumas pautas que, ou você é delicado, ou você não consegue construir e nem desconstruir a pessoa. Enfim, aprendi muito mais do que fui agredido”, complementou ele. 

Não se esqueça de curtir nossa página no Facebook para mais notícias do BAC NEWS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s